Implantodontia

tatamento com implantes dentários
O que é um implante dentário e como é feito?

 

É um parafuso cilindrico ou cônico de titânio, totalmente biocompatível em relação ao organismo humano, colocado na maxila ou na mandíbula do paciente e onde serão fixados os novos dentes. É uma pequena cirurgia realizada na própria clínica sob anestesia local. O implante por sua vez irá funcionar como um substituto da raiz do dente que foi perdido.

Implante dentário, como funciona?


Há mais de 20 anos, os implantes dentários e próteses são uma excelente forma de solucionar a falta de dentes e problemas de mastigação.
Os Implantes são raízes artificiais de titânio instaladas por processo cirúrgico, muito simples, rápido e indolor, no osso maxilar para substituir a fixação de um ou mais dentes perdidos. Posteriormente é fixada uma prótese dentária de um ou de vários dentes, buscando recuperar as funções físicas e obter uma estética natural.
É um processo que envolve duas etapas: a primeira, uma etapa cirúrgica, na qual são instalados os implantes que substituirão as raízes naturais dos dentes e a segunda etapa, a etapa da prótese, onde serão instaladas as próteses dentárias, ou seja, os dentes artificiais que ocuparão o lugar dos dentes naturais ausentes ou deteriorados.
Muitas vezes pode-se instalar no mesmo ato da cirurgia uma prótese provisória para recuperar a mastigação ou estética imediatamente. É a chamada carga imediata. É necessário estudar seu caso com mais profundidade para saber se é candidato à carga imediata.
Há casos onde a carga imediata poderá receber uma prótese definitiva, mas isso depende de uma minuciosa avaliação.
Em geral, leva-se de 1 a 6 meses para que o implante se cicatrize, antes da colocação do dente definitivo, por meio de um processo denominado osseointegração. Neste período de cicatrização, o paciente utiliza uma prótese dentária provisória fixa ou removível. Uma vez que o implante esteja consolidado ao osso, a união pode ser considerada praticamente permanente.
Os implantes podem ser utilizados para fixar coroas em porcelana unitárias, próteses fixas parciais ou de todos os dentes e ainda dentaduras. Com a popularização dos implantes, os tratamentos que antes tinham custo elevado hoje em dia se tornaram muito mais acessíveis.
As próteses são muito duráveis, mas pode haver necessidade de trocar a prótese em intervalos de alguns anos. Essa avaliação será feita pelo dentista especialista em implantes na sua consulta periódica de check-up.
Os implantes dentários evoluíram nesses últimos anos para a maior preservação dos tecidos que circundam o implante, ou seja, preservando à longo prazo a qualidade da gengiva e do tecido ósseo. Assim, atualmente podemos ter implantes em áreas estéticas idênticos ao dente natural.

ImplanteStraumann Senise

E o perigo de rejeição, existe?

 

Rejeição, propriamente dita, nunca ocorreu. Alguns implantes ou técnicas não funcionaram adequadamente no passado, mas há muito tempo estes impasses foram solucionados. Hoje, com o aparecimento de novas técnicas, de materiais e roteiros de procedimentos mais rígidos, os implantes dentários chegam a patamares de sucesso em torno de 98%.

Implante Senise

Pessoas com idade acima de sessenta anos pode receber esse tipo de tratamento?

 

Sim. É justamente nesta faixa de idade e principalmente com uma expectativa de vida maior que as pessoas que perderam seus dentes ainda jovens querem investir numa melhor qualidade de vida. Se uma pessoa com setenta anos tem uma expectativa de viver quinze ou vinte anos, por que não vivê-los com mais qualidade? Com o implante poderá sorrir mais, mastigar e sentir melhor o sabor dos alimentos, sem os incômodos e insegurança causados por uma prótese móvel.

area desdentada
​Qual o custo dos implantes?

 

O custo da colocação de implantes dentários dependerá de vários fatores, como o número de dentes substituídos e o número de implantes que são necessários para apoiar os dentes artificiais. Alguns procedimentos adicionais poderão ser necessários antes da colocação dos implantes dentários a fim de assegurar o seu bom estado a longo prazo. Geralmente, há um custo separado para o procedimento cirúrgico e outro para a colocação dos pilares e a confecção dos dentes artificiais. Para obter uma estimativa específica dos custos, é necessário que faça uma avaliação. Após um diagnóstico completo, o paciente pode escolher entre tipos de implante e tipos de prótese, que melhor se encaixem no seu orçamento e expectativa.

protese sobre implante

Qual a vantagem dos implantes em relação a dentaduras e pontes?

• Melhor aparência: Quando você perde um dente inteiro - coroa e raiz - o seu maxilar pode "encolher" dando-lhe uma aparência de mais velho. Os implantes dentários ajudam a impedir esse processo. Com uma ponte ou uma dentadura convencional, isso não é possível.

• Conservação dos dentes naturais: Com as técnicas convencionais, os dois dentes adjacentes ao dente perdido têm de ser desgastados para a colocação da ponte. Os implantes dentários geralmente eliminam a necessidade de modificar os dentes saudáveis.
• Solução definitiva: Não existem componentes soltos para se preocupar. O implante é estável e confortável, dispensando quaisquer ajustes após a colocação. Normalmente, eles duram para o resto da vida.

 

qualidade de vida

De que maneira os implantes dentários refletirão na minha qualidade de vida?

Os implantes têm a mesma aparência e funcionalidade que os dentes naturais. Isso significa que você poderá comer e beber tudo o que estiver acostumado. Porém, o mais importante é que os implantes dentários geralmente melhoram a qualidade de vida de forma muito concreta. Pessoas que se sentiam envergonhadas e preocupadas por causa de seus problemas dentários ficam impressionadas com o que os novos dentes podem fazer pela sua auto-estima. Uma dentadura recupera 30% da capacidade mastigatória, enquanto que os implantes recuperam quase que 100% dessa capacidade.

componentes proteticos

Quanto tempo leva o tratamento?

Tradicionalmente, o procedimento era realizado em duas etapas. Em primeiro lugar, era colocado o implante, que era mantido por três a seis meses até a cicatrização e a sua integração com o maxilar. Durante o período de cicatrização, o paciente recebia uma prótese provisória até a colocação da coroa definitiva.
Hoje, há uma alternativa ao método de duas etapas, que permite a colocação do implante como uma única peça e em uma única sessão. Esse novo método simplificou significativamente o procedimento para pacientes e para nós, dentistas.
O procedimento escolhido depende de vários fatores, como a saúde dental do paciente, a qualidade e quantidade de osso existente, e, o número de dentes envolvidos e quais dentes serão substituídos. Esses fatores também determinarão o número total de consultas durante o período de tratamento.
Se o caso do paciente não permitir a carga imediata, que faz a colocação da prótese juntamente com a cirurgia, podemos utilizar implantes que osteointegram em apenas 1 mês. O que adianta em até 6 meses o tempo do tratamento.