Tratamento de DTM e dor orofacial
O que é DTM?
Disfunção temporomandibular (DTM), é um termo coletivo que engloba um largo espectro de problemas clínicos articulares e musculares na área orofacial.
Estas disfunções são caracterizadas principalmente por dor, sons na articulação, e função irregular ou limitada da mandíbula.
Carlsson et al., 2008
ATM | ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR
 
A articulação temporomandibular é a articulação da mandíbula com o crânio, especificamente a cabeça da mandíbula com o osso temporal.
Um conjunto heterogêneo de órgãos e tecidos, os quais devem atuar integrados e harmonicamente, de tal maneira que seus envolvimentos fisiológicos e patológicos são absolutamente interdependentes participando da mastigação, deglutição, respiração, fonação e postura. (Behsnilian, 1974).
DTM
 
Descrita pela primeira vez pelo médico otorrinolaringologista americano James Costen em 1934, atribuía à perda precoce de dentes e seus efeitos, uma série de distúrbios na área orofacial. Apesar de hoje sabermos, à luz da "ciência baseada em evidência", que pouco daquilo descrito corresponde à realidade, constituiu o marco inicial dos estudos na área.

SINAIS E SINTOMAS

 

Dentre os sinais e sintomas mais frequentes temos:​​

  • Dores na musculatura, face, cabeça e articulação;
  • Sons articulares: estalos, crepitação etc;
  • Sintomas otológicos, como dores de ouvido, zumbido etc;
  • ​Dificuldade em abrir ou fechar a boca, podendo até mesmo ocorrer o travamento da mandíbula.

Mitos e verdades

 

Estamos vivenciando já há algum tempo uma profunda mudança no desenvolvimento da Odontologia.

A Odontologia se apresenta  como área da saúde e no contexto da Saúde Baseada em Evidências, conceito iniciado no início dos anos 70, em resposta ao empirismo, onde a fundamentação acontecia baseada somente em constatações clínicas pura e simplesmente. Nisso há um destaque para o estudo da DTM e Dor Orofacial. O desenvolvimento científico leva a uma ampliação do campo de atuação do cirurgião-dentista,  possibilitando uma visão menos mecanicista, natural da profissão.
Assim,  o odontólogo pode se alinhar a tendência atual da Multidiciplinariedade dos tratamentos, onde a extensão dos cuidados aos pacientes acontece pela atuação de diversos profissionais, assim como também possibilita ao CD assumir uma posição de maior relevância em sua equipe.

​Minha oclusão é ruim: isso me causa os problemas na ATM?
 

Historicamente considerada fator etiologicamente primário e eloquentemente defendido em destacados livros-texto e transferidos para gerações de estudantes de ODONTOLOGIA, a oclusão foi perdendo a importância na sua correlação com DTM. Trabalhos e pesquisas atuais não encontram uma relação muito grande entre DTM x Oclusão.  Há pouca evidência de alguma má oclusão específica ser intimamente relacionada com DTM. Revisão sistemática  concluiu que poucas associações foram relatadas entre má oclusão e parâmetros de uma oclusão funcional e clínicos, bem como uma DTM subjetiva, e estas associações não foram uniformes. Portanto, a oclusão tem hoje importância muito restrita como fator etiológico ou mesmo perpetuador de problemas na ATM.

Se eu colocar aparelho ortodôntico irei melhorar da DTM?
 

A partir do momento em que a oclusão deixa de ser o fator etiológico principal, a correção da mesma, através do uso de tratamentos ortodônticos, em muito pode ser totalmente inócua. Por outro lado, atribuir o aparecimento de uma condição qualquer de DTM, a alguma falha de correção ortodôntica, também não encontra respaldo na literatura científica.

Cirurgia na ATM é uma forma de tratamento eficaz e muito indicada?


Quando falamos em tratamentos cirúrgicos na ATM, eles englobam uma gama diversificada de procedimentos, com graus variáveis de invasividade e morbidade. De qualquer forma, a indicação para um ato cirúrgico deve ser muito bem avaliada. Segundo estudos europeus, menos de 3% dos casos têm essa indicação. Mais de 80% das DTM têm envolvimento muscular e a cirurgia nunca é solução nesses casos. Em casos onde o envolvimento da articulação, com seu disco articular deslocado, deformado etc. se apresenta, terapias conservadoras e não cirúrgicas respondem MUITO bem na grande maioria dos casos. Assim: CIRURGIA NA ATM DEVE SER MUITO BEM AVALIADA E SÓ REALIZADA NA TOTAL FALHA DE TERAPIAS CONSERVADORAS PRÉVIAS.

A utilização de placa para bruxismo irá resolver meu problema na ATM?


Atualmente não há evidência científica de que as terapias com dispositivos intra-orais possam ser curativas, apesar de extensamente utilizadas. Excetuando-se na proteção dos dentes contra o desgaste de suas estruturas, assim como em DTM onde se considere a presença do Bruxismo ou o Apertamento, e em todas as situações APENAS DURANTE O SONO, não há porque indicar o uso de placas miorrelaxantes. ESTAS NUNCA DEVEM SER MACIAS.